sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

-

Amados pais, encerramos hoje uma pequena, porém, importante fase de nossa vida, tanto pessoal quanto acadêmica e nada mais junto do que agradeçer aqueles que sempre estiveram e com certeza estarão sempre ao nosso lado. É uma tarefa extremamente difícil colocar em palavras tudo o que eu gostaria de dizer aquelas pessoas que foram os pilares de tudo isso que eu construi até agora. Se hoje me sinto forte é porque um dia já fui muito frágil junto á vocês. Tudo o que eu sou hoje e a certeza de que meus sonhos serão possíveis devo á vocês: meus primeiros professores e primeiros hérois. Dizem que o único amor que ocorre primeiramente á vista é o amor de pais e filhos. Desde o primeiro olhar me senti protegida, são estes os rostos que procuro na hora do aperto, é a voz de vocês que quero ouvir no momento de dúvida. Espero que hoje, assim como eu, vocês percebam que todo o sacreficio, as despesas, os transtornos que posso ter causado á vocês em algum momento dessa nossa vida, valeu a pena. Uma simples homenagem não poderá dizer tudo o que vocês merecem, mas além disso, eu, estou tentando dia a dia deixa-los orgulhosos, porque cada escolha que eu fiz, está sendo refletida na educação, amor e carinho que ganhei de vocês todos esses anos. Por isso, esta vitória também pertence á vocês, que serão eternamente o meu amor maior, o meu ponto de referência, assim como eu nunca deixarei de ser a sua criancinha. Vocês têm me preparado para todas a dificuldades que o mundo nos reserva e se hoje tenho confiança em mim mesma, é porque sempre me foi transmitido, através de uma palavra, de um sorriso ou até de um olhar o quão sou capaz de consguir tudo o que eu sonhei. Ainda que isso pareça simples e insuficiente para demonstrar toda a nossa gratidão por tudo o que vocês são para mim, o que me resta é dizer : " Eu amo muito vocês, muito obrigado por tudo ".

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

" É impossível ", disse o orgulho. " É arriscado ", disse a experiência. " É inutil ", disse a razão. " De uma chance ", sussurou o coração.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Nunca irá saber.

Você concerteza deve ter ouvido o meu riso infantil, que durante alguns momentos era motiva motivado apenas pelo nervosismo. Deve ter sentido a mão gelada que apertava a sua mão levemente para não ser desmascarada. A boca é a parte do corpo que menos se comunica. Imagino que deve ter ouvido algumas dessas voces que falavam em mim sem que eu pudesse contê-las. Mas, ainda que tenha ouvido, não ouviu tudo. Nuna ficou sabendo que eu inventava os pretextos mais criativos para vê-lo, que eu planejava sempre os encontros que eu chamava de coincidências, que antes de ir até onde você estava, passava mais perfume que de costume. Eu mudava, várias vezes a roupa, ficava incontáveis minutos em frente ao espelho, procurando o melhor ângulo, o melhor sorriso. Ensaiava, em vão, como agiria quando o encontrasse: o cumprimento, os gestos, as palavras. Para tudo tinha um roteiro totalmente estudado para ser traído, pela instabilidade que me dominava ao ficar diante dele. Aquele esforço desumano para aparentar serenidade com uma escola de samba desfilando no coração. Ele nunca irá saber que, depois de encontrá-lo, eu contava os segundos pro próximo encontro. O caminho dos seus olhos percorreram, cada movimento, cada vírgula da sua fala. Era como se eu quisesse descobrir alguma possibilidade de aproximação, ainda que pequena, ainda que remota. Relembrar também era uma forma de senti-lo perto de mim de novo, mesmo que tenha suspeitado de que eu ainda sentia algo, não descobriu tudo.
Não descobriu, que seu riso era a minha canção preferida, que em alguns momentos da minha ilusão, senti vontade de pedir que jogássemos as armas no chão para que nossas mãos pudessem se encontrar, e se tocar. Nunca descobriu que eu escrevi vários versos, que eu nunca lhe entreguei, que muitas vezes, á pedido do meu coração, liguei apenas para ovir sua voz dizer alô e desliguei sem uma única palavra, que cantei todas as músicas de amor do meu repertório lembrando dele, que o primeiro e o último pensamento do dia era ele. E que lembrava que, ás vezes, lembrar doía, uma dor morna no peito, como doem os sonhos que não acontecem, e que a gente desconfia que não vão acontecer, nunca.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

The end.

Mesmo quando não conseguimos ver um fim, temos que esperar um. Ele sempre ... sempre chega. Ele chega e leva junto tudo o que até então você sonhou. Ele é traiçoeiro e chega quando tudo parece estar bem. Parecia mais um dia normal, uma noite normal. Duas pessoas sofrendo caladas, sem saber o que dizer para outra... Agindo como se tudo estivesse normal. O fim dói, machuca, tortura. Faz com que seu coração aperta, e sua alma grite por dentro. Ele rasgaa todas as suas lembranças, ele tira o seu sorriso. O mundo parece acabar. Ninguém consegue ouvir o seu choro, ninguém parece se importar com você. E de repente, o tudo vira nada. Todas as luzes se apagam, e a escuridão invade o buraco que ficou em seu peito. Sua mente fica turva, as lágrimas não cessam. Você tenta gritar, mas sua voz falha. Só sobrou você no silêncio do seu quarto, nada mais ao seu redor. Apenas a sua dor e o seu coração partido. The end.

Superficial

Hoje eu acordei mais cedo com uma vontade tão alucinada de me fechar pra tudo que me faz mal, me machuca. Cansei de ser a submissa, que sempre perdoa tudo, sempre aceita tudo, que deixa o orgulho de lado e continua insistindo em algo que já morreu há tempos, e só eu não vi. Cansei de chorar á toa, por pessoas que sinceramente não estão nem um pouco preocupados se o que falam me fere, e depois agem como se nada tivesse acontecido, ou pior, como se a culpa fosse inteiramente minha. Amar é bom, mas quando não se recebe nada em troca se torna destrutivo. E ainda mais amar alguém mais do que se pode, e se torna loucura quando esse amor te corresponde de algum jeito, e depois finge que nada aconteceu. Não consigo mais ser a mesma de ontem com os outros, agora estou seca, tanto faz se querem falar comigo, ou se não veem a hora de estarem bem longe de mim, tanto faz, problema deles, não me afeta mais. Jurei pra mim que iria ser fortem, e eu sou. Não chorar, não amar, não me entregar, não, nada mais, por ninguém. Ainda mais por quem não merece. Monstro ? Não, apenas mais uma pessoa que teve o coração dilacerado, arrancado e amassado. No mundo o verdadeiro e o falso se confundem, e no meu esta tudo tão confuso. Agora meu peito é vazio, é tudo tão surreal, superficial.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

                    " Os olhos mentem dia e noite a dor da gente. " - O Teatro Mágico

Por dentro.

Eu tento fingir, a todo momento, como você. Tento fingir que esta tudo bem, tento fingir que para mim, tanto faz. Tento fingir que você não me faz falta, que você não me importa. Tento fingir que eu quero continuar sem você. Tento fingir que para mim tanto faz, se você continuar ou não sentindo as mesmas coisas, se você continua frenquentando os mesmos lugares que costumávamos ir juntos, se você continua tendo os mesmos hábitos. Tento fingir como você, mas, não consigo. Não consigo não olhar para você, não consigo dominar o que sinto, a cada vez que te vejo. Não consigo ficar sem você, não consigo aceitar o fato de ver você feliz, com elas. Não consigo aceitar ao ver que você esta conseguindo continuar. Não consigo evitar perder minha melhor parte aos poucos, ao notar sua indiferença. Você me faz falta o tempo todo, queria que você sentisse a mesma vontade de me abraçar, que eu sinto. Queria que você sentisse minha falta, que você se importasse comigo. Queria sinceramente que tudo voltasse a ser como era antes. Eu e você, você e eu. Mas, queria poder não notar sua indiferença. Queria poder não estar morrendo, aos poucos.

Quem sente, sabe.

Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno, não saber mais se ela continua indo pro salão todas as semanas. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu, não saber se ela ainda dorme com o urso que você deu. Não saber se ele tem comido frango assado, se ela tem assistido as aulas de física, se ele aprendeu a matéria que não sabia, se ela aprendeu andar de moto, se ele continua fumando nas festas, se ela continua preferindo Kuat, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua trabalhando, se ela continua lhe amando. Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche. Saudade é não querer saber se ele esta com outra, e ao mesmo tempo querer. É não querer saber se ela está feliz, e ao mesmo tempo querer. É não saber se ela esta mais magra, se ele esta mais belo. Saudade é não saber de quem se ama, e ainda assim, doer. Quem sente, sabe o quanto dói, e como dói.

Ao infinito, e além.

E então, eu não sei o que fazer, uma vez que até meu quarto, o que costumava ser meu refugio, meu próprio mundo, minha alegria, minhas tardes tranquilas, me faz lembrar você. Eu estou tentando ser forte, eu estou tentando te ajudar, tentando achar um caminho, uma solução. Estou tentando te deixar bem, estou tentando fazer com que você perceba que você tem que continuar, que você tem toda uma familia, toda uma vida, todo um futuro, em que eu não faço parte. Estou tentando mostrar pra você, que estou bem. Que pra mim, não esta sendo dificil, que já percebi que tenho que te esquecer, e continuar minha vida, e que agora que sei disso, tudo vai ser mais fácil, tudo esta bem. Mas, na verdade, parece que agora que sei disso, tudo esta ainda pior. Eu não consigo acreditar, não consigo entender como ou porue um amor assim, tem que acabar. Como ou porque eu tenho que esquecer a melhor pessoa do mundo, esquecer seus olhos, seu cabelo, seu rosto, seu nariz, seu sorriso. Como ou porque eu tenho que desistir de tudo, desistir do que me faz bem, desistir do meu único motivo. Eu não consigo acreditar que vou ter que te deixar, que minha vida vai voltar ao normal, que meus dias não vão ter mais sentidos nenhum. Eu não consigo acreditar, que seu sorriso não vai ser mais meu, eu não consigo acreditar que eu não vou mais te fazer bem, te fazer acreditar, te fazer sonhar. Eu não consigo acreditar... Mas, eu preciso te ajudar a sair dessa. Nós entramos nessa, juntos. E é assim que vamos sair, porque eu prometi nunca te machucar, e eu vou cumprir. Você vai sair bem dessa. Nem que seja para eu te dar minha vida, mas, você vai sair bem dessa. Eu só quero te ver bem, te ver continuar, te ver sorrir. Ficar sabendo que você tá bem, que você superou, que tem novos planos, novos sonhos. Mesmo que para isso, você tenha que arrumar uma outra pessoa para estar ao seu lado. Uma outra pessoa, que te faça bem, que seja o bastante para você, que consiga te fazer sentir tudo ... tudo o que eu não consegui, que ela consiga ser pra você, tudo ... tudo o que eu não fui capaz. E eu sei, que no dia em que você arrumar essa outra pessoa, eu vou ter certeza e talvez, tirar um peso da minha consiência, porque isso vai ser a maior prova, que apartir desse dia, você vai ter superado, você vai estar bem, você vai ter uma razão. Eu não vou mentir pra você, fazendo você acreditar que eu vou ficar feliz ao saber que você tem outra, mas, isso não importa. A única coisa que me importa, que importa realmente, é te ver bem. É saber que você superou, e pra isso acontecer, eu sou capaz de tudo. E eu não vou mentir pra você em relação ao meu futuro, falando que vou proucurar um outro alguém que me faça bem, porque você sabe que eu não vou. Você sabe que eu vou correr atrás dos nossos sonhos, você sabe, que eu vou me casar com você, que meu futuro vai ser junto ao teu. Que você ainda vai me beijar no meio de um campeonato de whelling ... você sabe. Não importa os dias que passarem, os meses, os anos ... Você pode seguir sua vida, mas eu ... eu não, nós vamos sair dessa juntos.

sábado, 27 de novembro de 2010

Teatro

Ela fingiu a vida inteira mas nunca deixou de procurar a verdade. Sempre um pouco de angústia na boca do peito. Sempre um motorzinho acelerado enjoado lá pro meio de algo que fica dentro. O olho arde. A língua trava de vontade de mudar todo o discurso pronto e dizer apenas a verdade. Mas qual era a verdade ? Então ela seguia fingindo. A vida inteira, estudou um monte de coisa que se embaralhavam em sua mente, mas fingia acreditar que aquilo a levaria para algum lugar. Um lugar novo, qualquer com novos amigos e novos amores, talvez. Talvez essa fosse a verdade que purificaria tanta coisa sem sentido. Mas também não era isso porque, com esses amigos e amores, ela seguia fingindo. De fingir estudar passou em tudo que fingiu se importar. De fingir curtir as festas e os amigos e aquilo tudo, ela vivia em álbuns felizes e acabava feliz. De fingir amar, acabou chorando e doendo e escrevendo tantas coisas bonitas. Ela seguia fingindo o tempo todo, ás vezes, com medo de morrer soterrada por tanto teatro, ela segurava firme no fundo dos olhos de alguém e dizia: a verdade é que, a verdade é que. E a pessoa, caso fosse assim como ela, uma pessoa especial ( porque quem procura a verdade sempre é), só dizia: eu sei, eu sei. E era isso, um momento especial de verdade, sem a bola de pêlo presa na goela. Sem a tosse de angústia, tentando soltar algo pro ar entrar. Mas que algo ? Mas que tosse ? Então ela ia ao psicólogo e dizia não entender todas essas coisas como nuvens e casamentos e rodas fedorentas de caminhões e abajures e cartões de fidelidade e apostilas e tudo isso que acaba acontecendo porque acontece com todo mundo. Mas pra quem, porque ? Qual é a verdade ? Todos caminhando, todos com horários, todos de volta, cansados, o cérebro já bem gasto, agora podemos dormir, mas pra que ? Para amanhã viver, mais e mais. E ela ia, como na hora do rush do metrô, empurrada pela multidão sem verdade pra dentro de algo que leva pra algo. Pra onde ? Eles precisam pagar as contas, eles precisam pagar o plano de saúde, diria sua mãe. Tá, e daí? Ter um problema sério nos ocupa de não ter o problema real. O problema real é que não dá pra calar a cabeça procurando a verdade. Mas que verdade ? Quem inventou as nuvens ? Onde esta a saída daqui ? Qual o caminho mais rápido para a minha cama, o silêncio, o escuro. Ela abraça as suas pernas, como uma criança, e se diz baixinho: não dá pra saber a verdade, não dá pra parar a cabeça, nada parece realmente o que é, hoje eu não disse o que realmente queria, aquelas pessoas não sentem aquilo que demonstram, eu pouco me importo com 70% dos preenchimentos do meu dia, mas é preciso chegar até amanhã. É preciso chegar, ela se formou, trabalhou, namorou, sofreu, viajou, casou, teve filhos, escolheu vestidos, pisos, flores, travesseiros, o nome do neto. Sem saber a verdade, ela escolheu viver. No último segundo, só o que sabemos é que em sua última sugestão do que seria a verdade, ela sorriu como sorrimos para um bebê quando ele se levanta bem compenetrado depois de desabar.

domingo, 21 de novembro de 2010

Silêncio

Eu disse pra mim mesma, nenhum pio. Não vou falar nada, já que sou tão imprópria, inadequada e boba. Já que nunca basto e se tento me excedo. Já que não sei o que deveria ou exagero em saber saber o que não devo. Nunca entendo exatamente, nunca chego lá, nunca sou verdadeiramente aceita pela exigência propositalmente inalcançável. Meu sorriso incomoda, meu choro mais ainda. Minha ajuda é pouca, meu carinho é pena, meu dengo é cobrança, minha saudade é prisão, minha preocupação é chatisse. Minha insegurança problema meu, meu amor é demais, minha agressividade insuportável, meus elogios causam solidão. Minhas constatações boas matam o amor, as ruins matam o resto todo, tudo. Minhas críticas causam coisas terríveis, minhas palavras cuidadas incomodam, minhas palavras jogadas, mais ainda. Minhas opiniões sempre se alongam e cansam. Minhas histórias acabam sempre no egocentrismo ou preconceito. Meu sem fim dá longo vontade de encurtar. Minha construção, desconstrói. Meus convites quase nunca agradam. Meus pedidos sempre desagradam. Meus soquinhos de frases são jovens demais. Meu bombardeio de coisas sempre acaba em guerra. Minha paz que viria depois nunca chega, pois eu nunca chego. Minha voz doce assusta, minha voz brincalhona é ridículo, minha voz séria alarde. Por isso eu disse pra mim mesma, nenhum pio. Falar o que sinto é, na hora, desintegrar com seu olhar. Então fico me perguntando sobre o que deveria dizer, se só sei o que sinto. Devo sentir por personagens de livros, filmes e jornais ? É assim que se diz sem ser o que não importa de verdade ? E se for o contrário ? Mas pra dizer do contrário, fica sempre no ar, é melhor não dizer. Se digo algo sobre minha vida, só sei falar de mim. Se digo algo sobre a vida dele, coitada de mim, achando que sei alguma coisa da vida. Se falo sobre a vida dos outros, que papo ridículo é esse ? Se falo sobre as coisas me sinto mais uma delas. Se provoco, eu que provoque sozinha porque ele nem é trouxa de cair. Sobre os livros, nunca são os que interessam. Sobre minha reportagem, nem quis ler. Meus sonhos evito falar, um medo de ser menina. Quieta, eu fico. É assim que será, para sempre. Se digo certo, isso logo acaba. Se digo certeiro, acabou. Se digo errado, nunca acaba. Se eu for mulher, mulher é um saco. Se eu for homem, homem só existe ele. Se eu for criança, fale com sua analista. Combinei comigo mesma, nenhum pio. Falar da gente pode ? Pode, desde que, depois, eu tenha estrutura para ver toda uma massa desistente desabando sobre meu sofá pequeno. Não vou falar nada, nadinha. Sobre dor não toca, sobre prazer toca pouco. Nada, nada é nada. Porque toda vez que eu pergunto, quase ofende. E se respondo, ofende mais. E se exclamo, minha vontade de viver soterra. E se são três pontinhos, não posso. Se começo preciso terminar, mas quando termino, ele já não está mais ali. Se repito, quase explode. Se diga uma, sou boa de ser guardada em algum lugar que nunca vejo. Se não explico, pareço louca. Se explico, sou louca. Nenhum pio, eu consigo. Se for o que eu penso, eu penso errado. Se for o que eu não penso, errei por não pensar. Se não for nada disso, eu que pensasse antes. Se estou animada, cuidado com a rasteira. Se estou desanimada, não tem mão pra levantar. Nada, não vou sussurrar, nenhum som, respiração muda, o silêncio absoluto, olhando para ele. Lembrando de quando ele me disse que é no silêncio que se sabe a verdade, que quem cala consente. E a verdade chega como um teto gigante que desaba numa cabecinha de vento. O que eu mais temia, o que eu não queria descobrir. Ela me diz, e o pior é que eu nem posso falar por ela. É tudo mentira.

sábado, 20 de novembro de 2010

Restos

" Acredite em você mesmo, pois é só você que pode se alto julgar. Ouse, arrisque e nunca se arrependa. Não desista jamais e saiba valorizar quem te ama, esses sim merecem seu respeito. Quanto ao resto, bom, ninguém nunca precisou de restos para ser feliz. "

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Preguiça de me proucurar

Deus sabe o quanto tenho tentado não transparecer, fingir que não ligo. Era preciso que o garoto me procurasse, mas não proucura. E eu, comigo mesma, não tenho tido força, nem vontade, nem ânimo pra isso e aquilo. Eu queria que ele percebesse quando eu tô assim, com bem muita raiva, ou dor, e até dó de mim, sozinha assim, numa casa morna, mesmo sendo minha. E só eu sei quando estou só, e estar só, é um medo que não se sabe bem de onde vem. Medo, não de mim, mas por não ser do jeito que eu preciso. Medo de um futuro vazio, feio, se-pa-ra-do. Mesmo sem querer, entré nós, é como se houvesse uma vírgula, ou mesmo um ponto.
Porque eu já disse, né ? E expliquei, e chorei, e contei, as razões para isso. E penso, penso e penso. Continuo sem, ele atropela todas as coisas, acelera o tempo, e talvez nem perceba que me magoa assim. Mas o que eu falei era sério demais, angústia razoável de qualquer simples mortal. Tenho razão sim, não é com invenção e nem tô proucurando arte. É ne-ces-si-da-de. Pode até parecer fraqueza, pois que seja fraqueza então. Mas, incomoda muito, lateja sempre, e atrapalha, atrapalharia a qualquer um, eu sei. E é certo que sei uma saída, é a mais dolorida de todas, mas ele me deixa sem saída. Penso outra vez, não vou mais falar, pelo menos por enquanto. Ninguém é criança, pra fingir que não entende do que eu falo ! Devia eu ? Não sei ainda, não tenho motivo suficiente pra não amar, não ainda. É dificil explicar, mas é quase isso. Entendam, se não entenderem, finjam que entendem, por favor. Ando sem paciência, é que é muita coisa aqui dentro de mim que sou tão sozinha.

Luz no fim do túnel

Sabe, aquela garota que um dia te tirou o fôlego e te fez acreditar em destino, aquela que sempre te aconselhou. Ela não estava ali na sua queda, mas sempre vinha com uma mão estendida. Não é fácil entender aquela garota, ela é o oposto do que você proucurava. Mais ela é a garota que levou com ela um pedaço do seu coração e sem esse pedaço, já não há felicidade. É dolorido assumir que precisa daquela garota, eu sei, é ela que te faz enxergar que a vida não é fácil e que te fez enxergar que você precisa de amor, o amor dela. Aquela garota dos cabelos médios, da pele morena, dos olhos castanhos. Aquela garota que entendia o seu olhar e adivinhava tudo o que acontecia com você, ela te ajudava, te apoiava e confiava em você. Essa tal garota, que você não deu valor algum, ela foi embora, talvez para sempre .. ou talvez não. Ela não acredita mais no infinito, ela pode voltar e pode sumir outra vez. Aquela garota, agora é uma mulher de muitas palavras e olhar profundo, ela não é boa em descrições, mas está se descrevendo agora. Ela se diz forte, mas no momento é mais frágil que uma flor. Ela tem a consiência de que fez a coisa certa e sempre foi ela o tempo inteiro, sem mentiras, sem fingir, sem falsidade. Agora ela fecha os olhos e pode dormir em paz, isso pode parecer totalmente confuso, mas é um alento, como se você não tivesse mais esperanças e aparecesse uma luz no fim do túnel. É quase impossível compreender, mas ela não se importa, não mesmo.

sábado, 13 de novembro de 2010

Pessoas entram em nossa vida por uma razão, uma estação ou uma vida inteira. Quando você percebe qual deles é, você vai saber o que fazer por casa pessoa. Quando alguém está em sua vida por uma razão, é geralmente, para suprir uma necessidade que você demonstrou. Elas vês para auxiliá-lo numa dificuldade, te fornecer orientação e apoio, ajudá-lo fisicamente, emocionalmente ou espiritualmente. Ela poderão parecer como anjos ou dádivas de Deus, e são. Elas estão lá pela rezão que você precisa que eles estejam lá. Então sem nehuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora incoveniente, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim. Ás vezes, essas pessoas morrem, ou simplismente desaparecem, por que você de algum modo não precisa mais dela, então elas vão, e as vezes não voltam nunca mais. Ás vezes, eles agem e te forçam a tomar uma posição. O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho delas, foi feito. As suas orações foram atendidas, e agora é tempo de ir. Quando pessoas entram em nossas vidas por uma estação, é porque chegou a sua vez de dividir, crescer e aprender. Elas trazem para você a experiência da paz, ou fazem você rir. Elas poderão ensiná-lo algo que você nunca fez. Elas, geralmente, te dão, uma quantidade enorme de prazer. Acredite, é real, mas somente por uma estação. Relacionamentos de uma vida inteira te ensinam lições para a vida inteira, coisas que você deve construir para ter uma formação emocional sólida. Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa, e colocar o que você aprendeu em uso, em todos os outros inúmeros relacionamentos e áreas de sua vida. É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente.

domingo, 7 de novembro de 2010

Injustiça

Coisa injusta essa né, de amar e não se amado, de esperar e não ter retorno, de querer e não poder, de sofrer por querer, e infelismente não podemos fazer nada sobre isso. Mas sabe o que eu acho mais maravilhoso, quando é agente que tem o controle de poder dizer ' não ', nada como não estar no lugar da pessoa que se declara, nada como não estar no lugar da pessoa que 'ama' e casualmente sofre, e sofre que eu sei. Tá, eu adoro um romance, adoro um amor, adoro sentir, mas confesso que ' não amar ' também é muito bom, nada como não depender de uma pessoa para ficar alegre, nada como não ter que se explicar e nem ter que agradar a tal pessoa. Eu simplesmente amo a liberdade e sinceramente não sei nem o que fazer com ela, e é por isso que não amar me agrada tanto, me consome tanto e me deixa tão feliz. E aí vem a tal pergunta ... Será que amar é mesmo tudo ? me sinto tão bem agora que ' aquele amor ' que tanto me consumia e me fazia sofrer, que me tirava suspiros e fazia minhas pernas tremerem, mas que também me dava maravilhosos momentos, sim não vou mentir, foi bom enquanto durou, foi sincero o nosso amor, mais chegou ao fim, e hoje ? esse amor não me consome mais!

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Estatísticas

As estatísticas estão aí, eu poderia começar contando a história de como você apareceu, e mudou a minha vida. Ou eu podia deixar bem claro o quanto eu fui feliz contigo. Mas de que vale isso agora ? O que importa o passado, quando o presente é oposto ? E também, acho que eu não preciso dizer essas coisas, todo mundo sabe o quanto eu mudei por você ou o quanto eu lutei por nós dois. Tenho certeza de que todo mundo tá cansado de saber, que quem sofre agora sou eu. Me fez acreditar que a realidade era maior, eu fechei os olhos e deixei você me guiar. Hoje, estou perdida no meio desse sentimento, que insiste em ficar em mim. Ninguém pode entender o que eu sinto, ninguém sabe as noites que eu passo lembrando de nós dois e consequentemente chorando. Já não é dor, não é decepção, é só um vazio ... acho que a pior dor do mundo, é não sentir dor alguma, é não sentir mais nada. Só restou aquele medo de se apaixonar, ou de ter algo a desejar. Porque nos meus sonhos ainda passa a imagem de nós dois. Já não tenho esperanças, mas tenho desejos que me sufocam. E saber que você já se foi, já me esqueceu, é como sentir que meu mundo parou, enquanto o seu acelerou os passos. E todo dia eu me sinto sozinha, cercada de gente, mas querendo uma só que não está presente, e nem nunca estará. Sigo sem saber o que dizer, o que sentir, o que presenciar, porque não existem mais palavras entre nós dois. As vezes só um carinhos seu, me faz ganhar o dia mais também só uma palavra tua, quebra meu mundo em pedaços. E quando eu deito na cama, e tento entender mais uma vez o que acontecer com a gente, fico suplicando em sonhos, aquele futuro que você me prometeu. E sinto tudo em volta desabar quando eu vejo que nossas promessas, nossos sonhos, nossos planos pertencem agora á aquela que tomou o meu lugar. Nunca fui muito boa nessas histórias, mas eu era boa em amar você. E agora me custa muito desaprender isso, me diz.. se nosso amor era eterno, cadê meu final feliz, hein ?

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Traíra

Não tenha medo, vem, é só um mar. Não eu não sei nadar. Eu te ajudo, vem, confia em mim. Estica a perna e abre os braços que eu vou te pegar. Vem, respira fundo. Mas eu não sei nadar. Mas eu estou aqui, olhe nos meus olhos, como eu posso guardar mentira aqui ? Eu posso te segurar, cantar pra você, te fazer carinho, ouvir seus segredos, eu posso ficar aqui até você conseguir. Eu não sei. Poxa, mais tá perto, vai, se solta da borda. Eu sei você já foi parar no fundo, mas agora é diferente, eu estou aqui com você e aqui é mais raso, eu vim do outro lado do mundo por sua causa. Larga da borda, vem. Pode vim, eu vejo você como você é e por isso que eu estou aqui, confia em mim vai. Não sei. Não tem mais ninguém aqui, pode vim, a borda é para pessoas pequenas, solta isso vai, relaxa a cabeça no meu peito. Não tem fundo mas eu te ajudo a flutuar, você pode, calma, afoga um pouco no começo, agente cansa, desespera. Mas você quer como eu quero? Quero, então eu te ajudo. Segura em mim, vem, isso, você ta conseguindo ... Agora você esta quase conseguindo, falta só metade, vai me da sua mão. Você tá quase chegando, mas eu vou decepar a sua cabeça e usar de bóia, porque eu também não sei nadar.

domingo, 24 de outubro de 2010

Meu eu.

 A mulher psciana, gosta de se sentir protegida e acalentada pelo homem que ama como nenhuma outra mulher. Normalmente ela adora que o parceiro puxe a cadeira para se sentar e abra a porta do carro. Muitas coisas que outras moças podem achar piegas, como passear ao luar ou passar as tardes em um parque de diversões com o namorado, para ela é um prazer. E esta feminilidade pode ser vista no modo de se vestir, falar ou se sentar á mesa. Ela sempre nos dá a impressão de que estamos diante de nossa primeira namoradinha da escola. A psciana é extremamente carinhosa e sempre esta pronta para surpreender o homem que ama com alguma surpresa, seja usando uma langerie vermelha e com rendas delicadas, ou fazendo-lhe uma declaração de amor enquanto ele esta colocando o lixo pra fora de casa. Sim, para ela não tem hora certa ou limites para dizer o que sente. Quando ela está apaixonada não entrega apenas o corpo, mas também a alma. Mas este amor tem que ser alimentado com carinho e palavras de amor porque a psciana é muito sensivel as coisas que escuta. Um presente ou um jantar em um restaurante caro, nem sempre terá a mesma força de um " te amo " para esta mulher.
A psciana é normalmente muito mais gentil e solidária do que brigona. É preciso que seja bastante atormentada para transformar-se numa víbora. Mas dificilmente alguém consegue ter raiva dela. São poucas as mulheres de peixes que tem inimigos ou que consegue provocar inimizades duradouras. Normalmente as pessoas sentem-se muito á vontade e relaxadas ao seu lado para verem algum defeito que ela possa ter. Como ela se adapta muito bem e com toda calma á situações conflitantes, que deixariam outras pessoas com os nervos á flor da pele, é preciso muito para tirá-la da sua calma. Ela é muito mais interessada nos prazeres da vida do que no valor das coisas. Da mesma maneira que se um homem lindo não souber pronunciar palavras bonitas e não souber apreciar um pôr do sol a beira mar, também não terá muitas chances com ela. Mesmo que se apaixone por ele, conforme o tempo for passando e mostrando que ele não é nenhum exemplo de sensibilidade, todo amor que sentia vai acabar virando pó.
Ela não é do tipo que fica acordada pensando no amanhã, preocupada com o que vai fazer quando estiver aposentada, ou coisas do tipo. Ela vive o presente não se deixa levar pelas incertezas do que ainda está por vir. Mas, este desprendimento não quer dizer que ela não seja sonhadora. Na maior parte do tempo ela se deleita com seus sonhos e fantasias. E é nestes sonhos que ela se refugia quando está magoada. Ela conhece muito pouco o lado mau da humanidade e prefere viver no seu mundo onde não há maldade em nada. Não se preocupe quando ela resolver ficar algum tempo neste seu mundo, escondida da sociedade e dos seus males. Na verdade isto não passa de uma espécie de terapia que elas usam para limpar de suas mentes as inseguranças e os medos. Quando ela resolver sair, vai estar renovada e pronta para enfrentar o que vier pela frente. De vez em quando ela vai tentar ocultar sua timidez e vulnerabilidade com gracejos, tentando parecer fria e independente, porém tudo não passará de um manto protetor, usado para esconder sua insegurança de pessoas rudes que poderiam machucá-la. Ela costuma falar muito rápido, mas pensa com suavidade e proucura tratar de sua própria vida, embora muitas vezes esteja sujeita aos problemas dos amigos e familiares, que correm para ela para contar seus dramas. Ela escuta com toda atenção, e você pode sentir-se tentado a contar-lhe seus segredos, mas proucure ir com calma. Ela é uma esponja espiritual e pode ter um desgaste muito grande que pode deixa-la deprimida. Por ela ser tão sensivel, significa que ela pode viver as emoções dos que proucuram seus ouvidos e atingem seu coração, mas nunca pise nos sonhos dela, ela jamais perdoará.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Tocando em frente

O começo sempre será dificil, conhecer o novo, sair da zona de conforto e de segurança. Ir além, ir ápós. Começar é uma tortura para chegar em algo que será extremamente ótimo ou não. Começar é dar o primeiro passo, não vacilar. Começar é abrir a janela de manhã, respirar bem fundo e saber que daqui meio minuto os abençõados problemas do dia irão surgir. Começar é saber que cebolas são disfarces para quem tem vergonha do choro, e que as piadas sem graça é a desculpa de quem a tem como um único motivo para o riso. é saber que amores virão depois das paixões, palavras certas sempre virão depois das erradas, a respota certa virá quando o ato errado foi cometido, televisões novas estragam e garantias são perda de tempo, o telefonema mais esperado irá chegar quando estamos tomando banho com o som na maior altura, as cartas não chegam, nem os e-mails, nem a esperança, as taças caras quebram como os copos de extrato de tomate, analfabetos ganham o país. Começar pode ser aos 15, aos 17, aos 30 anos. Começar pode ser ao som de Charlie Brown Jr. ou no apaixonar de Caetano Veloso. Debaixo de um coqueiro, debaixo de uma chuva. Começar em Salvador, pousar em São Paulo, recomeçar na França, dormir nos braços de Cristo e "passar uma tarde em Itapuã, ao sol que arde em Itapuã, ouvindo o mar de Itapuã..." . Começar é de repente perceber que já se está na metade do caminho. Começar é dar mais valor ao tempo que temos e descobrir como é uma tortura o tempo que não temos. Começar é dar possibilidade de que alguma coisa aconteça aqui ou em Amsterdã. O beijo é o começo do amor, o amor é o começo do plano, o plano é o começo do caos, o caos é o começo da familia, a familia é o começo dos herdeiros, os herdeiros são o começo do futuro, e o futuro já não é mais tão perto e nem tão para a gente. O futuro, aparentemente é o fim que nos espera, espera pra começar.

sábado, 16 de outubro de 2010

Se toca.

Se toca, garoto. É no meu coração que está a resposta para todas as suas perguntas e dúvidas. Fique comigo, é isso que basta, é isso que precisamos, e só o tempo vai dizer quem esteve certo ou errado. Este coração á moda antiga, bate apenas por você, só você. Sabe o que é isso ? então vamos recomeçar e deixar tudo acontecer naturalmente, afinal o que seria de você sem mim ? Então, vem, me dá a mão, vamos deixar tudo acontecer, acorrenta sua alma a minha, e deixa eu te levar pra um lugar escondido, pelo tempo, pelo mundo, para que possamos nos amar, e meu coração bater apenas por você, apenas por você. Que ilusão, seu lugar não é mais aqui, você já tem outros braços pra pousar, então pode ir, vai com Deus.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Talvez, um dia.

Sinto-me curada, mais sei que não estou. Quando te vejo ainda meu coração dispara, mais ninguém precisa saber disso. Sei que você sente minha falta, afinal você fala muito de mim. Hoje não temos mais como voltar no tempo e concertar os erros do passado, só poderiamos, apenas, recomeçar. Mais mesmo assim isso não irá acontecer, iremos seguir caminhos diferentes, você para o lado que acha correto seguir e eu para o lado que mais me convém. Sinto sua falta também, mais talvez seja melhor assim. Já me disseram uma vez, um grande amor não acaba tão fácil assim, na verdade, um amor não acaba nunca. Mesmo isso tudo sendo irreal, surreal, continuo vivendo. O que é verdadeiramente nosso nunca se vai pra sempre. O que é realmente verdadeiro ninguém rouba, ninguém toma, ninguém empresta e ninguém divide. Então, se você ainda é meu, se é que algum dia você foi, fique. Mas, não fique por pena, porque desprezo esse sentimento ou até porque estou lhe pedindo, não, por favor fique se achas que é isso que seu coração quer. Fique se achar que os momentos que já vivemos, um dia, são tão importantes que merecem ser revividos, repetidos, relembrados. De uma forma melhor, talvez, poderíamos viver juntos, como um só, como duas almas unidas por um único e puro sentimento, como se não houvesse mais ninguém além de eu e você. Digo que não, mas eu sei mentir, disso você sabe, só não sei mentir pra você. E pra você, agora tanto faz, como sempre. Como sempre foi, mas eu nunca percebi, o nosso tempo já passou, já foi, se apagou.

domingo, 10 de outubro de 2010

Mau elemento.

Eu olho pra você e pro tamanho do seu braço, acho que vai dar tudo certo. Não me encho de esperanças, isso é tão bom, estou tranquila e não me iludo. Vem você e me trata tão bem, mania de ser bom moço. Ele é um bom filho, ama crianças, trabalha e estuda. Colabora, pô. Tá tão fácil me ganhar, basta fazer tudo pra me perder. E lá vem ele dizer que meu cabelo é bonito e tem cheiro bom. E que já que eu não liguei pra ele, ele me ligou. E que já que eu não mandei mensagens, ele mandou. E que segurar minha mão já basta, que o feriado dele poderia ter sido melhor se eu estivesse do lado. Com tanto potencial pra acabar com minha vida, sabe o que ele quer ? Me fazer feliz. Olha que desgraça, ele quer me fazer feliz. E acabar com a sensação que a única coisa que eu sei fazer nessa vida, é sofrer. Ele quer me fazer feliz, veja se pode. Esse história que não é de hoje, adormeceu e acordou de novo. E ele fala pra mim que nunca me esqueçeu. E aí passa a maior gostosa na rua e ele lá, dizendo que meu corpo é mais bonito que o dela, e que meu olho no sol fica lindo. E aí o celular dele toca e ele, não atende, porque está ao meu lado alisando meus cabelos e me dando beijinhos na testa. Com tanto potencial pra me fazer sofrer, ele adora me fazer carinhos com a ponta dos dedos. Não dá, assim não dá. Deveria ter cadeia pra esse tipo de mau elemento. Pior é que vicia, mais eu não me deixo levar. Agora ele me levou á achar, que mereço ser amada. Veja se pode, até assoviando eu tô agora. Ontem quase, quase ele me tratou mal. Mas não, já veio com aquela melação que me adora e gosta de me ter por perto. Ele ama me beijar, coisa chata, minha mãe deveria me prender em casa, me proteger, sei lá. Onde já se viu andar com um homem desses, ele me busca todas as vezes, me espera na porta. Isso quando não me pega no colo e fala vários elogios em menos de cinco minutos. Pra piorar, ele ainda tem o pior dos defeitos da humanidade: ele esqueceu a ex namorada. Fala ai, se ele não tá de sacanagem comigo ? Como é que eu vou sofrer numa situação dessas ? Como ? Me diz ? Durmo que é uma maravilha, a pele está incrivel, minha unha não quebra mais, voltei a malhar, a a vida tá de uma chatice ímpar. Alguem pode, por favor, me ajudar ? Outro dia até me belisquei pra sofrer só um pouquinho, mais ele veio correndo, pra me dar carinho e beijinho.

sábado, 9 de outubro de 2010

Realidade.

Então aprendi que melhores amigos, ás vezes nem são tão melhores assim, que o melhor remédio é ouvir as pessoas, mas isso também pode ser o pior veneno. Aprendi que amores eternos podem acabar em questão de segundos, aprendi que aqueles que considerávamos apenas mais um amigo, pode ser o amigo. Aprendi que despedidas podem ser a chance de um reencontro, ou não. Aprendi que a distância pode também unir pessoas, aprendi que os fins, justificam os meios, e por mais dolorosos que sejam, podem ser a melhor coisa que poderia nos acontecer. Aprendi que amigos nos decepcionam, sempre. Aprendi que o " pra sempre " sempre acaba, e " nunca " jamais é cumprido. Aprendi que sonhos todos tem, alguns bons e outros ruins. Algum tentam realizá-los, outros, tentam esquecê-los, ou simplismente fingem que eles não existem. Alguns de nós, têm apenas pesadelos, mas não importa o quanto você sonhe. De manhã, os sonhos são interrompidos, e a realidade insiste em interrompê-los.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Mulher misteriosa.

Com certeza você já deve ter visto uma dessas na sua escola, grupo de amigos ou mesmo andando nas ruas. Talvez você até mesmo seja uma dessas mulheres, é fácil reconhecer a mulher misteriosa. Ela jamas atende o celular na sua frente, se levanta e vai atender bem longe de você. E você não sabe se ela está narrando algum jogo de futebol ou uma receita de bolo de fubá da vovó. O toque do seu celular é discretíssimo e você nem percebe que ela saiu de perto pra atende-lo, porque ela também é discretíssima. Porque terminou o namoro da mulher misteriosa ? Ela enjoou dele ? Levou um pé na bunda ? Ela ta sofrendo ? Você nem sonha. Ela não conta nem pra sua mãe. Aliáis, ela é baiana ? não dá pra saber só de olhar, seu rosto se desfaz em segundos. Talvez ela more na Barra ou em Villas do Atlântico, é ali por perto você acha. Seu carro é preto ou cinza, quase certeza. Ela gosta de música, porque vive de I-pod nos ouvidos. Mas o que será que ela escuta ? nada. Você não sabe absolutamente nada da mulher misteriosa. Quando você á encontra no banheiro, dá um segundo e ela desapareceu. E você louca pra descobrir ao menos, a marca da sua pasta de dente. Numa mesa de bar com conversa animada ela se limita a sorrir. Numa festa importante ela se limita a aparecer por minutos e desaparecer em segundos. Em um show ela nunca, jamais canta as letras, rebola, comemora, fica suada. Aliás, quem é que já encontrou ela em algum show ? Ou em algum lugar ? mas era ela, não era ? Dizer seu nome em vão até parece pecado. Ela nunca fala de ninguém e muito menos dá moral para alguém falar dela. Não se tem nada a dizer, nem a comentar sobre essa mulher. Mas, para desespero geral de todas as outras mulheres, o mundo não tem outro assunto. Todos os homens desejam a mulher misteriosa. Todas as mulheres desejam loucamente ser a mulher misteriosa. Sua personalidade incerta acaba se tornando uma personalidade fortíssima e seu jeito anulado acaba se tornando um espaço enorme para todos imaginarem o que bem quiserem. E eu, como estava dizendo sempre quis ser dessas mulheres misteriosas, incompreensíveis, inatingíveis e inaudíveis. Mas nunca consegui, quando vou ver, já contei minha vida pra primeira pessoa que me deu um pouco de atenção. Já to rindo alto no restaurante porque não me controlei e fiquei feliz demais, e a minha pasta de dente é para deixar os dentes branquinhos. E quando vou ver, lá se foi a mulher misteriosa que eu gostaria tanto de ser. Porque eu jamais poderia ser uma, até que resolvi conviver de perto com algumas mulheres misteriosas para tentar descobrir o que se passa na cabeça e na alma desses seres que nunca têm nada a dizer, a doer, a aconselhar, a cantar, a dançar, a morrer de rir, a fofocar, a detalhar, a exagerar, a sonhar, a dividir, a acrescentar. E descobri que a coisa era muito mais simples do que eu imaginada: nada. Não se passa nada, nem na cabeça e nem na alma dessas mulheres. As mulheres misteriosas, tão admiradas e desejadas, não passam de mulheres sem a menor graça. Elas não calam por mistério, chamre ou discrição. Calam porque simplesmente não há mais nada que elas possam fazer.

rifa-se um coração...

Rifa-se um coração, ele é quase novo. Um coração que é moleque e insiste em pregar peças no seu usuário. Rifa-se um coração que na realidade está um pouco usado, meio calejado, muuito machucado e que teima em alimentar sonhos e cultivar ilusões. Rifa-se um coração puro, sem nenhum tipo de maldade. Um pouco incosequente que nunca desiste de acreditar nas pessoas, um idealista, um verdadeiro sonhador. Rifa-se um coração que nunca aprende, que não endurece, que não guarda magoas, que sempre perdoa, e mantém sempre viva a esperança de ser feliz. Um coração insensato que o racional sendo louco o suficiente para se apaixonar. Um furioso suicida que vive proucurando relações e emoções verdadeiras. Rifa-se um coração que insiste em cometer sempre os mesmos erros, mas como dizem, não é errando que se aprende ? Pena que o meu coração demora tanto pra aprender. Esse meu coração que erra, briga, se expõe. Este coração tantas vezes incompreendido, tantas vezes provocados, tantas vezes impulsivo. Rifa-se um coração cedo, surdo e mudo, mas que incomoda um bocado. Um simples coração humano, cheio de amor pra dar. Um modelo cheio de defeitos que, mesmo estando fora do merdaco, faz questão de não se modernizar, mas por outra, constrange o corpo que o domina. Um velho coração que convence seu usuário a publicar seus segredos e a ter a petulância de se aventurar como poeta.

" (...) Eu vou fazer um leilão, quem dá mais pelo meu coração (...) "

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Ninguém.

Sandália de couro, calça apertada e cabelo solto. Esquentou e seus ombros tensos agradecem. Que cara bonita é essa ? Já logo na escada, de manhã cedo. Ah, devo ter dormido bem. Bom dia, bom dia. Olha, você está muito bonita hoje. Um fala, outro concorda. E pelos corredores, sorrisos dão continuidade aos elogios. O que é ? Que segredo ela guarda ? Que novidade é essa ? Na cozinha perguntam: novo amor? No estacionamento perguntam: voltou com alguém? No restaurante, na hora do almoço: é alguem novo ?Cruza com um namorado antigo "nossa, você tá muito... é o que ? Conta, vai, eu aguento ouvir". Contar o que? No espelho, enquanto escova os dentes, fecha os olhos e sabe pra si o segredo: ninguém. Não gostar de ninguém. Nada, nem um restinho de nada. Nem de tudo que acabou e nem de nada que possa começar. Nada, pouco importa qualquer outra vida do mundo. Não é nem pouco, é nada mesmo. Um dia inteiro para achar gostosas coisas bobas como um pacote de salgadinho, um tênis pink ou a hora do banho quente com músicas recém baixadas e o tapetinho vermelho. Um dia inteiro sem escravidão. O celular, o e-mail, o telefone de casa, o ar, o interfone, a rua. São o que são e não carrascos que nada dizem e nada trazem. Um coração bem calmo, se preocupando em mandar sangue para as horas felizes de malhação, estudo, yoga, massagem, dormir, bobeiras, risadas, comer, rir, cabelo, filme, shopping, comprar, ler, e principalmente amigos. É isso, uma agenda enorme que a ocupa de ser ela e não sobra uma linha de dia pra lamentar existências alheias. Linda, ela segue. Linda e feliz como nunca. O segredo do espelho, escovando os dentes, sozinha, aperta os olhos, segura a alma um pouco sem respirar. Segura a pasta pensando que é um pouco de alma consistente na boca. Não cospe, suporte. Ela pode finalmente suportar seu peso e não dividir isso nem com o ventinho que entra pela janela. Nem com o ralo que a espera boquiaberto. A sensação é a da manhã seguinte que o papai Noel deixava os presentes: não é mentira, é só um jeito de contar a verdade com algum encantamento.

Coisas da vida

A vida ensina que amor não se implora, não se pede, não se troca, não se espera, não se joga fora, amor se vive ou não. Ciúmes é um sentimento inútil e não torna ninguém fiel á você. Animais são anjos disfarçados, vivem na terra para mostrar ao homem o que é fidelidade. Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz, portanto faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço. Aprendemos que as pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você pros outros, isso é fato. Perdoar e esquecer nos torna mais jovens. Água é uma santo remédio. O choro existe para aliviar a alma e para o homem não explodir. Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso. Não existe comida ruim, existe comida mal temperada. A criatividade caminha junto com a falta de grana e de amor. Ser autêntico é a melhor e a única forma de agradar.

New moon.

" De quantas maneiras um coração pode ser dilacerado e ainda assim, continuar batendo ? "

sábado, 2 de outubro de 2010

um olhar

Um olhar pode lhe dizer tanta coisa, mas tanta coisa. Como dizem por aí, é a janela da alma, e acho que estavam certos. Mas não é só isso, não é só uma janela, mas também uma porta. porta ? sim, porta. Não é tudo que cabe passar por uma janela, ás vezes fica meio apertado, a visão é limitada por ela, é preciso dar um salto para atravessá-la, mas a porta não, é só abrí-la, e todas as oportunidades que existem do lado de fora aparecem, boas, ruins, enfim, é só dar um passo, e você a atravessa. Através de um olhar, também abrem-se oportunidades, ele abre e fecha portas, o tempo todo, convida a entrar, mas também a sair. Convida a descobrir, mas também a esquecer, convida a um abraço, mas também á distância. Ele aquece, esfria, abraça, expulsa, apaixona, encanta, ... aliais quem nunca se encantou por um olhar ?

terça-feira, 28 de setembro de 2010

desmantelo só presta grande.

Desmantelo só presta se for grande, emoção só forte.
Juízo só presta pouco e farra só grande.
Dinheiro muito e cachaça tem que ser carregada, o risco é zero, o céu é o limite.
Amor ? só de mãe. Paixão ? só de cristo .
Quem quiser me amar que sofra, quem não quiser sofrer que não me ame.
O negócio é beijo na boca e amasso, e nunca mais se apaixonar.
O negócio é festas, cachaça, homem e forró.
E quem não aguentar que corra, porque desmantelo pouco pra mim é Disneylândia.

Inconstante personalidade

Toda a minha vida tem sido movida pelo impulso cego de caminhar descalça pelos caminhos mais difíceis. Meu coração esta fechado para balanço, é isso ai fechado, a intenção é essa ao menos. Depois das ultimas "paixonites" preciso de um pouco de férias. A pior foi por uma pessoa que simplismente apareceu de paraquedas e em suas inconstâncias me fazia grandes feridas, seu comportamento desconexo e em suas crises de sei lá o que, me bombardeava com queixas, como se eu fosse culpada pelas suas idiotices, aborrecimentos e suas próprias burradas, pela sua vida inconformada, por tudo que lhe faltava. Tal que de uns tempos pra cá, minha paciência estava se esgotando, que nunca foi lá essas coisas, ela anda definitivamente nas últimas. Ultimamente tenho uma vontade absoluta de ficar em casa, mas é só pra eu não encontrar ninguém, nem sorrir pra quem eu não quero. Eu ainda quero muitas festas e muita curtição, mas não quero que ninguém interfira ou faça parte disso. Quero viver o meu momento, ser só minha, não quero mais viver em função de ninguém, talvez esse tenha sido meu grande erro. Me anular em função dos outros, as vezes tendo que ser a " amelhinha ", dizendo sempre amém pra tudo. Enfim, cansei. De tanto querer enxergar amor em todo canto, agora fecho meus olhos a todo custo e minto pra mim mesma, buscando um conforto desconfortável e impossivel, nesse amor que nos sufoca. A cada beijo sem sentimento, cada carinho vazio, sinto meu coração murchando, sinto meus olhos perdendo o brilho. Eu amei por nós dois por muito tempo e tentei fazer com que o nosso romance desse certo, mas já chega. Hoje eu me sinto incapaz, mas estou disposta a mudar. Preciso que o tempo passe depressa para que eu cresca sozinha, porque é preciso estar perdida para se reencontrar, porque é preciso querer para renascer... é preciso tempo para se restabelecer, é preciso os estragos contar e o coração reformar ...Uma coisa eu sei, não desejo mais amar !

domingo, 26 de setembro de 2010

talvez ...


eu já tenha amadurecido, e você não me cause mais as mesmas sensações.

sábado, 25 de setembro de 2010

não choro, nem minto, nem erro, nem amo, nem gosto quando estou com você. mas minto ás vezes, tipo agora.

incerteza

talvez eu seja o seu ponto mais fraco, a sua mais doçe lembrança, o seu mais sincero abraço, o seu mais verdadeiro amor. mas me dói ser tudo isso, quando o que eu só queria, era talvez ser sua mais uma vez.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Pra sempre, é tudo que agora se faz eterno.

Amigos são pra sempre, mesmo que o sempre não exista. amigos são irmãos, mesmo que não possuam o mesmo sangue. amigos sabem o que queremos dizer, mesmo que não pronuciemos uma só palavra. amigos estão sempre próximos, mesmo que quilômetros os separem.
Amigos são de fé, mesmo que não tenham a mesma crença. amigos são presentes, mesmo que tenha havido uma despedida no passado. amigos são confiáveis, mesmo que não saibam todos os teus segredos. amigos são íntimos, mesmo que não chamem seus pais de pais, ou tios. Amigos são alegria, mesmo que compartilhem momentos tristes.
Amigos são tesouros, mesmo que não reluzam. amigos não convenientes, mesmo que te liguem de madrugada. amigos são amigos, e por si só, já basta.

Eterno

Por todas as vezes que você me apoiou, por todas as verdades que você me fez ver. por toda alegria que você trouxe, por todos os erros que você fez certo. por todos os sonhos que você fez tornarem-se reais. por todo amor que encontrei em você. você me viu através de tudo isso. foi minha força quando estava fraca, minha voz quando não podia falar, meus olhos quando não podia ver. você viu o melhor de mim, como ninguém nunca tinha visto. eu sou tudo que sou, porque você me amou. você me deu asas e me fez voar, você tocou minha mão, eu toquei o céu. meu mundo ainda pode ser melhor por sua causa, você esteve sempre aqui por mim, porque isso mudou ? você me faz falta, e eu faço falta pra você. você me faz sonhar, me faz chorar, você se tornou eterno.

qual a sua natureza ?


" O escorpião aproximou-se do sapo á beira do rio. Como não sabia nadar, pediu uma carona pra chegar á outra margem. Desconfiado, o sapo respondeu: - Ora, escorpião, só se eu fosse tolo demais! Você é traiçoeiro, vai me picar, soltar seu veneno e eu vou morrer! Mesmo assim o escorpião insistiu, com o argumento lógico de que se picasse o sapo, ambos morreriam. Com promessas de que poderia ficar tranquilo, o sapo cedeu, acomodou o escorpião em suas costas e começou a nadar.
Ao fim da travessia, o escorpião cravou o seu ferrão mortal no sapo e saltou ileso em terra firme. Atingido pelo veneno e já começando a afundar, o sapo desesperado quis saber o porquê de tamanha crueldade. E o escorpião respondeu friamente: - " Porque essa é a minha natureza. "

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Sobre os contos

O problema dos contos de fadas é que eles levam uma garota ao desapontamento. Na vida real, o príncipe foge com a princesa errada .. ou o feitiço acaba e os dois amantes se dão conta que são melhores como quer que eles sejam.

Gossip Girl.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Doença

" O amor é uma doença, eu sinto náuseas, febres, dores musculares, frio na barriga. Eu acordo assustada no meio da noite, não durmo direito, e ás vezes não quero abrir o olho de manhã. Dou gargalhadas á toa, mas as vezes choro também. "

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

A tal felicidade

" Tá vendo a felicidade ali na frente? Não, você não tá vendo, porque tem uma montanha de dor na frente. Continue andando. Você vai subir, vai sentir frio lá em cima, cansaço. Vai querer desistir, mas não vai desistir, porque você é forte e porque depois do topo a montanha começa a diminuir e o unico jeito de deixá-la pra trás é continuar andando. Você vai ser feliz "
" só porque os olhos não rasgam, não significa que o seu coração não chore. E só porque você sai forte, não significa que não há nada de errado ".

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Conto de fadas, sem final feliz.

Você me fez viver um conto de fadas, parecia um verdadeiro romance... Como todo romance, o nosso também tinha problemas, mas nada de tão grave. Eu nunca pensei que iriamos conseguir construir nossa vida juntos, nós somos, tão diferentes. Hoje você não esta mais comigo, dizem que você não foi fiel comigo, e isso você me comprovou quando não me olhou nos olhos. Vejo que você está feliz, mesmo não sendo comigo, mesmo estando sozinho, espero que tenha muitas felicdades. " Guardar ressentimento é como tomar veneno e querer que o outro morra ". Não espero sua recaída, mas sim, espero sua felicidade, pois eu sei, que coisas melhores virão pra mim.
Vivi um conto de fadas, sem o tal do final feliz. Certamente, foi mágico e será inesquecivel. Não pude detê-lo, por mais que este fosse meu desejo, deixei-o partir, e ele se foi. Ele se foi levando consigo o brilho dos meus olhos e o encanto do meu sorriso. Fiquei só observando, desejando que uma maré bem forte o trouxesse de volta pra mim, enfim .. o mar silenciou-se. Guardo em meu coração todos os momentos bons e o aprendizado proporcionado pelo " Cuide-se ". Deixei de focar em você e agora estou cuidando de mim, pelo menos eu tento né ? É tudo como tem que ser, cuide-se também, o tempo passa e com ele a dor.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

No passo da noite me acho contando as estrelas, pedaços no vão dos meu olhos vazios, são frios. São minhas janelas abertas, são minhas mãos estiradas ao vento, ao tempo. Esperando esse tudo que é nada, esperando esse muito que é nada. Há tantas verdades que eu tento esquecer, mas o passado sempre vem me cobrar as dívidas que eu tenho com você. Palavras que não tem nem sentido, uma fuga é o ínicio de uma guerra onde tudo é permitido... A loucura é muito mais que estar aqui falando pra ninguém. O tempo passa e eu fui me acostumando a cair e levantar, e com certeza estou bem melhor sem você.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Não me venha com as suas ironias, quem perde alguma coisa é porque mereceu. Quem tratou alguem mal, deve ser tratado como tal. Mesmo eu não conseguindo desrespeitar o meu passado, o meu presente começa a pedir decisões e atitudes mais agressivas com aquele que sempre foi assim comigo. Como eu sou feliz, como meu futuro indeciso é mais confortável do que um futuro ditado. Eu sempre achei que não saber o que me reserva fim de semana que vem seria péssimo. Não é, é lindo. É um alivio poder respirar sem fronteiras, sem se preocupar por quem ou pelo o que você será trocado. Seja por um telefonema, por um filme, um seriado, um amigo. Aprendi que pessoas foram feitas para serem amadas, e que confusões fazem parte da vida. Só não vem se confundir pra cima de mim. Eu não sou mais sua gato, tão menos seu sapato. É, I don't love you anymore (daquele jeito). Agora sai, eu deixo você ir. GoodBye :*

" A vida começa todos os dias "

Então que começe outra vez, seja como for, espero que melhor. Hoje estou me sentindo renovada, dentro de mim, algo mudou. Não posso me dizer triste nem feliz, mas estou confiante no melhor, de verdade. Porque eu sei que o que é melhor pra mim ainda var ser revelado, já está decidido, e será o melhor, sim. Porque quem resolveu, quem garantiu ao meu coração esta paz, foi alguem maior, muito maior, mais forte, mais sábio, e com amor imensamente maior que o meu. Ele tem cuidado de mim, mesmo quando eu não conseguia sentir. A reconciliação e o retorno da confiança e necessidade de Deus é a melhor parte de tudo. Apesar de todo sofrimento, que não tem sido pequeno, tudo é para o bem, e ele virá, sei. No fundo do meu coração, tenho plena certeza, porque Ele já esta cuidando, e já esta ajeitando tudo, do melhor jeito.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Sobre o acreditar

Quando você estiver preparado para fazer uma coisa nova, de uma maneira nova e com pessoas novas, você fará. Se você espera um amor, um alguém distante, uma saudade, a eternidade. Ele ou ela, chega, acredite. Mas, você precisa ser forte pra passar por cima de tudo, e até lá estar totalmente preparado, pra receber e perceber isto.
Não adianta lamentar, lamentar não se iguala a progredir, não é fazer uma simples lição de casa. E ela não se faz sozinha, acredite. Uma vez eu li, em algum lugar, algo assim: " Quando o aluno está pronto, o mestre aparece". Nã época, eu não entendi muito bem, hoje faz todo sentido. A pessoa certa, a chance certa só está esperando você ficar pronto, para aparecer na sua vida. O que você precisa, vai chegar. Mas, você não precisa aceitar isso, porque não será do jeito que você quer. Será na medida que você agir, do jeito que você merecer. O amor chega, ele chega. Ele já chegou e foi embora, e ele vai voltar mais uma vez.

Enquanto isso, nao canse de crescer, aprenda a ser sozinho, é o que acelera a sua vinda. Hoje eu sei, eu bem sei. O amor chega pra aqueles que estão cansados, cheios de si mesmos e precisam, não por necessidade, mas por prazer, dar-se a alguém. Você não precisa de ninguém, nem ninguém precisa de você. Mas, um dia vocês vão se encontrar, justamente por não se precisarem. E vai ser gostoso estar junto, sem o peso da necessidade. Será leve e bonito.

Vai passar.

Você sabe que vai passar, talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, um ano, quem sabe ? O verão esta ai, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta uma coisa chamada ' impulso vital '. Pois esse impulso ás vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo como "estou contente outra vez" . E assim como um dia tudo passa, sua dor também vai passar.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Amigos, vodka e dias incriveis.

A vida te dá uma rasteira. Você cai, tropeça, o sonho borra a maquiagem, o coração se espalha. Você sente dor, perde o rumo, perde o senso e promete: paixão nunca mais. Você sente que nunca mais irá amar de novo, que amor é conversa de botequim, ilusão de sentido, que só funciona direito pra fazer música, poesia e roteiro de cinema. E aí você inventa, um amor pra distrair. Um amor pra ins-pirar, um amor pra trans-pirar. Uma paixão aqui, um quase-amor ali. Ainda bem que existem os amigos, para amar, abraçar, sorrir, cantar, escrever cartas e tirar fotos bonitas. E a vida segue. Sua imaginaçao te preenche, seu amigos de dão colo, vodka e dias incríveis !

A exaustão me pegou de jeito!

Eu apenas cansei, cansei de esperar por você, de sofrer por quem não se importa comigo. Cansei de fazer minha vida monótona por querer agradar você, cansei de não poder nada e você sempre poder tudo. Cansei de achar que amanhã seria diferente, cansei de amar você e não sentir seu amor em mim, cansei de me sentir excluida em tudo. Cansei de ser sua última opção, cansei de estar disponivel pra você, sendo que você não esta disponivel quando eu preciso. Tudo que eu queria de você, era um pouco de amor e atenção, mas já vi que você é incapaz de me doar isso. Não quero um carinha como outro qualquer, quero um homem que seja diferente, que me dê orgulho de amar. Que faça eu me sentir, segura, protegida e muito amada, coisa que você mais uma vez foi incapaz de fazer. Eu quero um homem, que faça sentir-me mulher e não um objeto que ele usa quando quer.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Eu te sobro mas você não me cabe

Pûs a música pra tocar e começei a refletir, refletir profundo. E de noite fui lá, e toquei minha música pra você, onde você não estava, você nunca está. Mesmo assim eu cantei, e esperei o dia todo pela ligação, porque eu sempre espero. Eu estava triste, e ainda estou. E você nem veio e nem ligou. Eu tentei me produzir toda, como sempre, e também tentei fazer todo aquele trabalho, o dia todo, e pôr uma pilha de papéis e toda uma vida em ordem, não consegui. Eu ando fraca, muito fraca.
Eu até me produzi, mas é que minha cabeça estava preocupada demais para aquele tipo de planos, sobre outros caras. Não dava pra ver na cara ? E eles ainda vinham e tentavam me absorver, de alguma forma. E como sempre, não tem efeito algum. Mesmo com todos aqueles olhares, o meu estava muito distante dali, todos os meus tipos de olhares estavam em outro canto, e com eles o pensamento todo. E o celular ainda não tocava, nem pra dizer que tinha morrido. E os rapazes eram insistentes, quando eles querem algo, eles são. E a pergunta era: Cadê ele ? Era.
Posso mendingar tudo, menos o amor, nunca fui disso. Nunca fui de metades. Assumo: não sei jogar seu jogo, sempre que eu tento, perco. Sempre que jogo, me jogo. Arrico, não sei falar frases pela metade, não sei gostar pela metade, não sei estar com alguém pela metade. E muito menos vou aceitar suas metades. Cansei de ser uma segunda opção, em tudo, depois de tudo, quando sobre algum tempo, e quando ficar comigo talvez pareça um pouco mais interessante do que não fazer nada. De ser um refúgio na madrugada, cansei de ser a carinha bonitinha que você encontra de vez em quando, ou uma ou duas horas por semana, e jura amor eterno. Você não tem e não quer ter tempo pra mim., entendo, entendo meu bem, e quanto a isso eu não posso, realmente, fazer nada, meu bem. E eu esperei, admito, pela moto, pela luz que não piscou, pela buzina que eu não ouvi.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Posso te garantir que o verão solitário me deixou mais mulher, mas leve e mais bronzeada e que, depois de sofrer muito querendo uma pessoa perfeita e uma vida de cinema, eu só quero ser feliz de um jeito simples. Hoje o céu ficou bem nublado, mas depois abriu um maior sol !

-

Minha mente está completamente confusa, eu estou confusa, meus pensamentos não têm um rumo certo. Estou cercada de dúvidas e incertezas. A indecisão toma conta de mim, e a sua falta de amor também. Num certo dia morro de saudades de você, no outro morro de ódio e não quero nem te ver. Ouço aquela música e só vem você no meu pensamento. Penso nos momentos bons e ruins que vivi ao seu lado, e de uma hora pra outra sinto algo rolando entre meu rosto, sabe o que são ? lágrimas, essas que eu te falei que ardiam tanto e você nunca ouviu. É, acabou. Porque eu não posso mais amar por nós dois, e você não vai mais estar aqui quando eu precisar. Agora só espero me conformar, e você também. Mas a felicidade qualquer dia desses vai bater em minha porta, e se não na porta, haverá janelas... você não foi o primeiro e concerteza não será o último.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Cuide de sua menina !

" Eu sei que você pensa coisas do tipo: como ela me sufoca, como ela me prende, como ela é ciumenta, como ela é chata, como ela briga tanto, eu quero sair hoje, não quero ir lá na casa dela, não quero sair com ela e nem fazer o que ela quer, eu sei que você pensa muitas coisas sobre ela, das melhores até as piores. Eu também sei que você pensa coisas assim: que linda que ela está, que cheirinho bom, que carinho gostoso, que saudade ruim, que bom estar com ela, que abraço bom, eu a amo (ou não). Eu sei que apesar dela não te impedir de sair ou você não deixar que ela te impeça, você sente falta de sair sem dar satisfação, sente falta de ir pra night e poder ficar com várias, sente falta de uma pegada diferente, de curtir com seus amigos, sem preocupação. Sente falta de bocas, gostos e corpos diferentes. Eu sei de tudo isso, mas ela sabe ?
Provavelmente a sua menina deve pensar coisas desse tipo, pelo fato de toda menina pensar assim, mas concerteza ela deve pensar que você a ama sem limites e que vocês realmente são eternos, mas eu sei que apesar das coisas que você deseja na ausência dela, você também pensa em estar com ela toda hora, que sente falta dela, que gosta dos abraços dela, beijos, carinhos, do jeitinho dela de rir e de te fazer rir, de falar besteira, o jeito de te pedir desculpa, das brincadeirinhas, de conversar e poder saber que você pode contar com ela. Sim, você realmente realmente gosta dela e ela é a menina mais linda do mundo, e como você pode pensar tanta coisa assim de uma só menina ? de sua menina.
Eu sei o que você pensa e sei também o que ela pensa, para não fazer você perder teu tempo com palavras romanticas e cansativas que ela deve te falar normalmente e escrever também, e você não presta mais tanta atenção. Ela te ama muito, com uma intensidade imensa, quer o teu melhor, o teu bem. Ela também pensa algumas coisas ruins sobre você e você também a irrita, mas isso passa, em segundos esses pensamentos saem da mente. Com o tempo que vocês estão ela aprendeu a lidar com você e vice-versa, ela já sabe o que te irrita, o que te faz bem e você também sabe tudo sobre ela. Mas esses seus pensamentos não saem da tua cabeça tão facilmente, e a sua menina te irrita muitas vezes sem nem ao menos saber. Você sai com frequencia, ás vezes se esquece dela, não lembra de alguma coisa que ela pediu, ás vezes você vai esquecendo simplismente. E a tal menina ? ela acha que você simplismente não a ama, mesmo que não seja isso que esteja acontecendo, você 'apenas' esqueceu. Será que você realmente está apenas esquecendo ? Você já parou pra pensar nela como antes você pensava ? Você já olhou bem pra ela e viu o brilho nos seus olhos ? E como ela se esforça pra te deixar feliz ? deveria, realmente deveria. Depois de tudo o que vocêr viveram, você deveria. E a sua menina ? Continua com os mesmos pensamentos tristes, e sem razão se sente lesada e deixada de lado, e com o medo constante de te perder. Você realmente acha, que essa menina, a 'sua menina' não é mais importante que uma curtição, que momentos com os amigos, melhor que qualquer night ? se acha ou não, a menina já tirou suas próprias conclusões e já se feriu o bastante. Você já está preparado para perdê-la ? se estiver ... perdeu, e agora ?
E agora se prepara pra night, pra curtir outros corpos e outros gostos, e voltar pra casa e se deparar sozinho sem ter alguém pra abraçar, sem ninguém pra ligar e contar seu dia, seus problemas, sem poder dizer te amo. E a menina ? ela cresceu, não é mais a sua menina, ela não te entendeu. Até que um dia você encotrará a mulher que um dia foi a sua menina, e ela está mais linda do que nunca, e em sua cabeça os pensamentos que a tanto tempo quando estava com ela, não existiam, esses pensamentos voltam e as palavras " eu te amo, volta pra mim " passam subitamente em sua cabeça. E a mulher ? Bom, ela te dá um beijo no rosto e um abraço e vai embora, e agora eu ainda sei o que você pensa. E ela, sabe ? Peste atenção em quem você ama e cuide da sua menina !

é assim ..

Minha beleza está na minha essência e no meu caráter. Acredito em sonhos, não em utopia. Mas quando sonho, sonho alto. Estou aqui é pra viver, cair, aprender, amar, levantar e seguir em frente. Sou isso hoje, amanhã já me reinventei. Reinvento-me sempre que a vida pede um pouco mais de mim. Sou complexa, sou mistura, sou menina com cara de mulher, e vice-versa. Me perco, me proucuro e me acho. E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar. Não me dôo pela metade, não sou tua meio amiga e nem teu quase amor. Ou sou tudo ou sou nada. Não suporto meios termos. Sou boba, mas não sou burra. Ingênua, mas não santa. Sou pessoa de riso fácil, mas as vezes eu choro também ! (Y)

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Sobre as mentiras

" As mentiras são uma pequena fortaleza onde você pode se sentir seguro e poderoso. Dentro de sua pequena fortaleza de mentiras você tenta governar sua vida e manipular os outros. Mas uma fortaleza precisa de muros, por isso você constrói alguns. Os muros são as justificativas para suas mentiras. Você sabe, como se estivesse fazendo isso pra proteger alguém que você ama ou para impedir que esse alguém sinta dor. Qualquer coisa que funcione para que você se sinta bem com a sua fortaleza de mentiras. "

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Carta de amor

Vou tentar escrever pra ti, vou tentar manter a docuça, mas é inevitavél não sair um pouco de amargura. Essas linhas serão eternas, tudo que escrevi pra ti vai ficar aqui. Vai conter cada pedaço do sentimento que eu te entreguei e você recusou. Não sei se você irá ler, mas o meu sentimento vai continuar aqui intocável na poesia. Congelado, estático, imutável e triste para sempre. Assim, como os espinhos dos livros que eu amo tanto, livros escritos para amores impossivéis, amores contrariados. Sabe eu não entendo, mas amo mesmo assim. Eu sei que você pensa que eu sempre fantasio, loucura a minha ter fantasiado que nós dariamos certo. Mas, vou seguir afinal .. você está seguindo. Sabe, quando penso nisso sinto os cacos de vidro na garganta, toda vez que engulo salivas e palavras não ditas. A chuva cai aqui dentro, fecho os olhos e quando os abro ele continuam chovendo. Vai ser assim, né ? Por um tempo só vou ter esse céu de uma tempestade anunciada, esse nó na garganta. Esses labirintos que vou tentar completar com todos os livros do mundo e que me deixarão cada vez mais perdida. Essa ausência de coisa alguma que vou preencher com músicas que falam de amor e que assim me deixarão sempre tão vazia de ti. Mas, agora você vai seguir um caminho, tentar se feliz. Encontrar alguém pra corresponder as suas expectativas, seus desejos, suas afeições. Alguém que não será eu. E eu ainda tenho que ver você e tentar sorrir, isso é irremediável. É isso que eu sinto, eu e você, nunca nós dois, sempre separados.
Dificil é te dizer adeus, talvez eu nunca consiga. Foi um bom tempo de convivência que nunca será esquecido. Você me ensinou tanta coisa, e eu agradeço por isso. Sabe qual a mais linda das coisas? Você me ensinou a ouvir as estrelas, sabia que só é capaz de ouvir as estrelas quem ama? Isso é um dom que vou levar pra sempre. Queria que você um dia pudesse ouvir também, elas cantam e de hora em hora a melodia é diferente. Você me ensinou a sorrir em meio as lágrimas. Queria ter te ensinado alguma coisa também. Queria ter te ensinado a se sentir amado mas, você nunca ligou muito pra isso. Só quero te dizer que era mentira quando eu disse que você tinha matado a fé que eu tinha em você. Ela continua aqui, eu sempre fui uma garota cheia de fé e de esperança. Mas, você sabe o que dizem sobre esperança? Dizem que é a última que morre e a primeira que mata. E felizmente estou cansada de morrer todos os dias. Sim, mas voltando a fé ... eu acredito em você, mesmo que todos digam o contrário. Pode ter certeza que eu te quero muito bem, sempre quis e vou continuar querendo. Durando o passar dos tempos, você vai ver... vou estar discretamente em lugares estratégicos te aplaudindo, isso eu promento á você. Talvez seja melhor assim, eu tenho que ter tempo pra crescer e depois pra voltar a ser criança. Tenho que conheçer coisas novas, me encontrar e me perder algumas vezes. Tenho que encontrar alguém que sinta tanta falta de mim tanto quanto eu sinto de você. E hoje você não é esse cara, né ? Nunca vai ser, eu sei. Eu sempre soube que isso ia ser sempre abstrato, sempre soube que te amaria e você não. Só que pra te amar pra sempre, tenho que ir agora, eu tenho que seguir, deixar você seguir. Sabe o que me fez sorrir nesse instante? Pensar que você pode lembrar de mim. Será que um dia você vai lembrar dos momentos que passamos juntos? das nossas tardes, nossas noites, do primeiro dia que agente se viu, dos show's de canindé, do nosso primeiro beijo? Pensando assim, vou ter mais dias difíceis de saudades. E nesses dias terei esperança de que você também sinta uma saudade incontrolável de mim. Vou sentir muito a sua falta, pra falar a verdade já estou sentindo. Eu não queria ir, eu juro. Eu vou me arrepender, eu sei. Mas, você sabe que eu não posso ficar, só não pensa que eu estou indo por não te amar. Mas, te promento sempre te deixar na região dos meus sentimentos mais nobres.
Se você ainda quiser, a gente se casa. Eu sei que eu ainda vou querer, eu sei que ainda vou te amar. E eu sei também que isso nunca vai mudar. Eu sei que com você eu cresci muito. Eu sei que eu sou feliz por ter te encontrado nessa terra de granito. Eu sei que vou continuar a mesma, você sabe que eu mudarei muito pouco. Vou continuar sangrando mais que todos por aqui, nesse mundo aonde o céu do amanhecer é amarelado feito um girassol e salpicado com nuvens vermelhas, iguais as lágrimas que rolam pelo meu rosto enquanto escrevo essas linhas.

Fica bem, meu amor.
Renata Almeida
Para: Welber Rios

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Sobre o querer e não querer

Ás vezes eu tenho vontade de não te ver, e quando não te vejo tenho vontade de te ter do meu lado e de vez enquanto tenho vontade de te achar, mas quando te acho fico com vontade de me esconder. E muito de vez em quando não penso em você e quando penso me pergunto porque não pensei, mas de tudo isso não tirei nenhuma conclusão, se é que o amor tem alguma, espero poder definir um dia desses.

domingo, 1 de agosto de 2010

Ontem depois que você foi embora confesso que fiquei triste como sempre. Mas, desta vez, triste por você. Fico me perguntando que outra mulher ouviria os maiores absurdos como eu, e, ainda assim, não deixaria de olhar pra você e ver um homem maravilhoso. Que outra mulher te veria além da sua casca ? Você não entende que está perdendo o paladar para o que a vida tem de verdadeiro e de bom. É tanta comida estragada, plastificada e sem sal, que você esta perdendo o paladar para mulheres como eu. E você não sabe como vale a pena gostar de alguém e acordar ao lado dessa pessoa, ouvindo ela respirar enquanto dorme, linda. E quando você dorme quietinho assim, eu sei que, apesar de eu não abalar sua vida em nada, você precisa de mim. Você não sabe como isso é infinitamente melhor do que acordar com essa ressaca de coisas erradas e vazias, ou sozinho e desesperado pra que algum amigo reafirme que o seu dia valerá a pena. E eu tenho vontade de segurar seu rosto e ordenar que você seja esperto, que jamais me perca e seja feliz. E entenda que temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz. A gente dá muitas risadas juntos. A gente admira o outro desde o dedinho do pé até onde cada um chegou sozinho. A gente se reconheceu de longa data quando se viu pela primeira vez na vida. E você me olha com essa carinha banal de " me espera só mais um pouquinho ". Querendo me congelar enquanto você confere pela centésima vez se não tem mesmo nenhuma mulher melhor do que eu. E sempre volta, volta porque pode até ter uma coxa mais dura, ou até uma conta bancária mais recheada, ou simplismente alguma descolada que te deixe instigado, mas não tem nenhuma melhor do que eu. Não tem. Porque, quando você está com medo da vida, é na minha mania de rir de tudo que você encontra forças. E, quando você esta rindo de tudo, é na minha neurose que encontra um pouco de chão. E, quando precisa se sentir especial e amado, é pra mim que você liga. E, quando esta longe de casa gosta de ouvir a minha voz pra me sentir perto de você. E, quando quando você deita em sua casa pra durmir e pensa em alguém no momento de solidão, seja pra chorar ou pra ter algum pensamento mais safado, é em mim que você pensa. Eu sei de tudo.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Se eu soubesse ...

que era a última vez, não teria dito nada do que disse, não teria feito nada além de te abraçar, sentir teu cheiro e aproveitar cada segundo sem tirar os olhos de você. se tivessem me avisado que era a última vez, eu poderia implorar para que você ficasse mais ou pouco, só pra te explicar que mais um pouco, seria muito pouco, e que por menos que fosse já seria muito pra mim e tornaria os beijos mais longos e intensos, se eu soubesse .. ah se eu soubesse, eu te falaria mil coisas sem dizer uma palavra, te mostraria mil dias de agonia, com apenas um olhar .. e quando você estivesse saindo, eu te chamaria de volta, só pra dizer mais uma vez o " eu te amo " que ninguém mais vai ouvir, e te dar um último abraço, com o amor que ninguém mais vai te entregar. ;/

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Ele é só um cara.

Quer mesmo saber ? ele é só um cara, só mais um cara. É um cara como todos os outros caras, esse que te perguntou as horas no meio da rua - podia ter sido ele e você nem ligou. O mendingo, o ginecologista, o padre, o badboy. Ele estava ali o tempo todo, e não estava. Ele é só um deles, vários, uma legião, e ninguem mais. É só um cara e não a sua vida. E não todos os dias da sua história, e não todas as suas lágrimas juntas em um único sábado solitário. Ele não é o destino, é só um cara. Existem muitos destinos, cabe você escolher o melhor a seguir. Ele é só um cara que mal sabe escolher os próprios perfumes. Não sabe sangrar, não sabe que nome daria a um filho, não pode ficar mais tempo. Ele é só um cara perdido como muitos outros caras que você encontrou, e perdeu. Ele é só um cara, e você já esqueceu outros caras antes.